Presidente da Associação de Moradores liderou movimento que evitou o fechamento do CIEP e vê com bons olhos a promessa do governado do Estado

A noticia da implantação de uma Escola Militar no bairro Açude foi recebida com otimismo pelo Presidente da Associação de Moradores Alan  Cunha, mas o líder comunitário que liderou uma caravana até a Assembleia Legislativa para evitar o fechamento do CIEP 403, Maria de Lourdes Giovanetti, pelo ex-governador Luiz Fernando Pezão, quer transformar o projeto do Secretário de Educação, Pedro Fernandes e do Governador, Wilson Witzel (PSC) numa escola modelo que garanta aos jovens não somente aprendizado militar, mas um segundo grau de qualidade e a implantação de cursos profissionalizantes de qualidade.

Vejo com bons olhos, para melhorar a segurança do bairro mas que garanta um ensino de segundo grau de bom nível e que seja implantando cursos profissionalizantes que assegurem aos alunos aprendizado de novas profissões e que possam ingressar com mais facilidade no mercado de trabalho” – disse o líder comunitário, que aproveitou para agradecer o engajamento do Deputado Estadual Alexandre Serafim (PSOL).

Quando o ex-governador acenou com a possibilidade do fechamento do Ciep, Alan liderou um movimento que resultou na criação de comissões e uma caravana até a ALERJ onde o assunto foi colocado em pauta e Alan teve o direito de se pronunciar sensibilizando os parlamentares que resultou no decreto 08/2018 de autoria do Deputado, Flávio Serafim (PSOL), cancelando o fechamento do CIEP.

A luta dos moradores teve outros desdobramentos como uma audiência na Comissão de Educação da ALERJ, ação no Ministério Público evitando a retirada do mobiliário e a garantia da permanência das atividades educacionais no CIEP Maria de Lourdes Giovanetti. “Tivemos mais de 1.500 assinaturas no movimento para garantir o funcionamento da escola e hoje estamos fazendo a pré-matrículas (Até a publicação desta matéria já foram 160 inscrições de intenções de pré-matrículas coletadas pela AMABA) para assegurar vagas para os alunos da comunidade e região”, disse Alan Cunha