Esse é o primeiro loteamento que está sendo entregue à comercialização respeitando os padrões de urbanismo e de sustentabilidade e de acordo com a legislação federal nº 6766/79 e com o Código de Edificações do município

O prefeito de Barra Mansa Rodrigo Drable assinou nesta quarta-feira, dia 23, o documento de Aceite do empreendimento Village Norte no bairro Vista Alegre. O loteamento teve o Termo de Aceite concebido no final de 2016, mas foi cancelado por não considerar a inexistência de iluminação pública. Por determinação do prefeito Rodrigo Drable, o GTGE (Grupo de Trabalho Operacional para Análise de Grandes Empreendimentos) foi responsável por um novo estudo que apontou alguns pontos de melhorias por parte da construtora HC de Paula Agropecuária S/A, que resultou no Aceite do empreendimento. O loteamento Village Norte está situado à Rua Joana D’Arc. Ao todo, serão 141 lotes entre residenciais e comerciais.

De acordo com Rodrigo Drable esse é o primeiro loteamento que está sendo entregue à comercialização respeitando os padrões de urbanismo e de sustentabilidade. “Fico muito feliz de participar da entrega do documento de Aceite do loteamento com respeito a todas as normas técnicas e tendo a empresa cumprida todas as exigências para garantir que o comprador tenha um imóvel de qualidade e num modelo que nunca se teve em Barra Mansa. Parabenizo a empresa pelo compromisso em qualidade com os compradores e futuros moradores”, disse o prefeito.

O secretário de Planejamento Urbano, Jorge Melhem, destacou a importância do GTGE para que o empreendimento se adequasse às normas. O GTGE é composto por representantes da secretaria de Planejamento Urbano, Susesp (Superintendência de Obras e Serviços Públicos), Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), Meio Ambiente e Coortran (Coordenadoria de Trânsito e Transporte). “Os projetos de empreendimentos são analisados semanalmente de acordo com cada um desses órgãos, o que agiliza no processo de aprovação”, afirmou Melhem.

Ele explicou que o Termo de Aceite aprovado no final de 2016 foi cancelado porque no mesmo não havia sido considerado a inexistência de iluminação pública. “Partindo desse princípio, o GTGE fez um novo estudo sobre o projeto, onde foram encontrados outros aspectos que precisavam ser aperfeiçoados como a recuperação asfáltica, melhorias na ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) e da elevatória de abastecimento de água potável do empreendimento, dentre outros”, completou.

Esse é o primeiro Termo de Aceite aprovado do governo Rodrigo Drable observando as orientações dadas ao grupo de trabalho e de acordo com a legislação federal nº 6766/79 e com o Código de Edificações do município. Foi dado um prazo de 90 dias para que os responsáveis corrijam algumas pequenas pendências, o que não vai interferir no perfeito funcionamento da infraestrutura dos imóveis. “Isso demonstra a boa vontade da prefeitura de Barra Mansa em função de todo esforço da empresa responsável pelo empreendimento na solução dos problemas apontados, como na atenção aos diversos adquirentes de lotes que almejam iniciar suas respectivas obras”, finalizou o secretário de Planejamento Urbano de Barra Mansa.