Local atende 42 idosos com oficinas e atividades voltadas para desenvolvimento e melhoria na qualidade de vida

O Departamento de Proteção Social Especial da Prefeitura de Volta Redonda possui vários programas e projetos para garantir os direitos de pessoas e famílias em situação de risco social. Um deles é o Centro Dia Para Idosos, que na próxima quinta-feira, dia 19, vai promover um almoço especial de confraternização para marcar o encerramento das atividades do ano e reunir idosos e familiares com muita música e alegria.

O espaço funciona todos os dias e atende idosos acima de 60 anos e, atualmente recebe 42 idosos, sendo o máximo de 25 por dia. São oferecidas diversas atividades, como oficinas de convivência, e socioculturais, além de oficinas de mobilidade, com um profissional de fisioterapia. Os idosos que passam o dia na unidade recebem três refeições, sendo o café da manhã, almoço e lanche da tarde.

“No Centro Dia, nós recebemos idosos que sofreram algum tipo de risco social, então o trabalho realizado no espaço é muito importante. Lá eles são estimulados com diversas atividades e oficinas, que proporcionam integração e socialização”, comentou o prefeito Samuca Silva.

A coordenadora do Centro Dia, Luciana Silva, lembrou que não são só os idosos que recebem atendimento, as famílias também são acompanhadas. “Também tem o atendimento para as famílias, como preconiza a política de assistência social”.

De acordo com a psicóloga, Vanessa Silva, é um benefício enorme para os usuários participar das atividades oferecidas. “Aqui eles têm interação com outros idosos e a gente oferece as oficinas com a intenção do desenvolvimento psicológico, trabalhando memórias e estímulos”, explicou.

Os usuários contam que têm o local como segunda casa e que ficam ansiosos para os encontros. “Gosto de todo mundo aqui, venho todas as quartas e sextas. Estou aprendendo muito e adoro ajudar também, porque já fui enfermeira”, disse Maria da Aparecida de Oliveira, de 75 anos. O seu companheiro, Agnésio Nay Costa, contou que às vezes está em casa triste e quando chega o seu humor muda. “É muito bom estar aqui”, afirmou.