Agradecer, agradecer e agradecer por você ter sido o meu exemplo, o meu porto seguro, o meu bem mais precioso. Cheguei ao mundo para te alegrar, tenho certeza que quando nasci você, ainda com 68 anos, de alguma forma renasceu, a tal ponto de se transformar em minha mãe, pai, irmã, amiga, confidente, e hoje te dei um até breve aos 95 anos, que privilégio! Como o tempo voou, foram tantos ensinamentos, tantos aprendizados que levarei para o resto da vida. Ah, como eu te amo, esse amor, minha linda, é eterno. Te encontrarei em um outro plano espiritual, tenho certeza disso. Você só se desprendeu da matéria terrestre, mas viverá dentro de mim através de tudo o que me passou. Seu espírito é luz, e me iluminará até o fim da minha jornada na Terra. Nas últimas semanas me tornei sua protetora, sua mãezinha. Vó, tenha certeza, que fiz tudo o que estava ao meu alcance para tê-la aqui comigo. Sigo com a consciência tranquila, não me arrependo de absolutamente nada. Você cumpriu sua missão lindamente com a garra de sempre, você nasceu guerreira e encontrou à luz da mesma forma. Por 27 anos tive o grande prazer de ser sua filha-neta, nós sabíamos que seríamos uma da outra até o fim. Obrigada por ter me dado a oportunidade de vê-la pela última vez e de ter expressado meu amor. Vó Carmita viverá para sempre em mim! Descanse meu amor, e volte quando puder!

Fran Bueno…