De janeiro a junho já foram realizadas 11 captações

A família de um morador de Volta Redonda, de 62 anos, que faleceu na quinta-feira, dia 28, devido a um AVC (Acidente Vascular Cerebral), realizou uma nobre atitude que vai mudar para sempre a vida de outra família. Foi autorizada a captação de órgãos, realizada pelas equipes médicas do Hospital São João Batista (HSJB) e do PET-RJ (Programa Estadual de Transplante).

Para a realização da cirurgia, a família do doador foi entrevistada e recebeu todas as orientações e apoio psicológico, conforme os procedimentos legais. Conforme registros do hospital, de janeiro até o mês de junho deste ano, já foram realizadas 11 captações de órgãos no Hospital São João Batista, que também é referência na captação de córneas.

Atualmente, cerca de 40% das córneas transplantadas no estado do Rio de Janeiro são provenientes do Banco de Olhos de Volta Redonda. “É uma experiência gratificante, acolher e conscientizar a família, que mesmo em um momento delicado de perda de um ente querido, possa autorizar a doação de órgãos para beneficiar outras pessoas que aguardam numa fila de espera para o transplante”, disse Michele Antoniol Gama, coordenadora do Banco de Olhos e Membro da CIHDOTT (Comissão Intrahospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante) do HSJB.

“As nossas equipes fazem um trabalho de qualidade visando reduzir a fila da central de transplantes, a fim de atender a demanda de pacientes em nossa região. E ser um referencial é uma responsabilidade muito grande, mas também uma missão gratificante de salvar vidas de pessoas que esperam pelo transplante”, destacou a diretora do HSJB, Elizângela Laffitte Alves.

Para saber mais sobre doação de órgãos ou córneas, o telefone do Banco de Olhos, que fica dentro do Hospital São João Batista, é (24) 3339-4242, ramal 327.