Prêmio criticou atuação dos presidentes durante a pandemia

Os presidentes Jair Bolsonaro e o americano Donald Trump receberam um prêmio um tanto inusitado, nessa quinta-feira (17). Em tom de crítica, a premiação da 30ª edição do Ig Nobel, organizado pela revista de humor científico Improbable Research, reverenciou os líderes por sua atuação durante a pandemia do novo coronavírus. 

A ideia do prêmio é chamar atenção para as produções científicas em todo o mundo. Além de Bolsonaro e Trump, Vladimir Putin (Rússia) e  Boris Johnson (Reino Unido) também foram premiados na categoria Educação Médica. Segundo os organizadores do evento, o mérito foi dado por usarem “a pandemia viral Covid-19 para ensinar ao mundo que políticos podem ter um efeito mais imediato sobre a vida e a morte do que cientistas e médicos”. 

O Ig Nobel acontece desde 1991 e também as categorias Paz, Economia, Física, Medicina, Acústica, Psicologia, Administração, Entomologia e Materiais. Este ano, os vencedores da Paz foram Índia e  Paquistão, por “fazerem seus diplomatas tocarem secretamente a campainha uns dos outros no meio da noite e depois fugirem antes que alguém tivesse a chance de atender”.