Na manhã desta segunda-feira (29), o deputado estadual Marcelo Cabeleireiro, esteve ao lado dos prefeitos e secretários de Saúde dos doze municípios que integram o Cismepa (Cosórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paraíba), na CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Volta Redonda, no Aterrado, em reunião com o Governador em exercício do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro. Esteve presente também o Secretário de Turismo do Estado, Gustavo Tutuca. 

A região, que de acordo com o último mapa de risco da Covid-19, divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (SES) apresenta risco alto (bandeira vermelha) para contaminação, vem sofrendo com a sobrecarga em seu sistema de saúde e falta de leitos na Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) da rede pública.
O Deputado, que desde o início da pandemia vem trabalhando na interlocução entre estado e municípios para garantir que haja leitos disponíveis para toda população, disse estar preocupado com a gravidade da situação e pediu ampliação do funcionamento do Hospital Zilda Arns:
“- Agradeço ao governador Cláudio Castro pelo olhar atento aos problemas da região Médio Paraíba e peço que o Hospital Regional tenha o número de leitos ampliados, pois muitos municípios pequenos, que não têm hospitais, recorrem ao Zilda Arns. Hoje a unidade, que é referência no atendimento a Covid, já tem fila de espera.”
O mapa do Hospital Zilda Arns de hoje (29/03) indica cinqüenta e uma solicitações em fila para leito comum. Dos cinqüenta e seis leitos disponíveis, todos estão ocupados. Com relação aos cento e oitenta leitos de UTI, cento e sessenta e cinco estão ocupados, e há pelo menos vinte solicitações em fila, aguardando a confirmação da vaga.
O chefe do poder executivo fluminense, Cláudio Castro, anunciou a compra de vagas na rede de saúde privada, para tentar conter o agravamento da situação.
Marcelo Cabeleireiro elogiou a atuação dos prefeitos da região e ressaltou que é preciso manter as atividades econômicas em funcionamento.
“ – Todos os prefeitos da região estão fazendo o seu melhor para conseguir manter a economia das cidades funcionando sem colocar em risco a população. Hoje chegamos num momento em que medidas emergenciais mais rígidas se tornaram necessárias, mas sigo acreditando em medidas de prevenção, que contenham a propagação do vírus e evitem o fechamento do comércio. “
Foram discutidas ações de enfrentamento da emergência na Saúde, apresentação dos decretos em vigor e definição de uma logística estadual para monitorar e remanejar insumos aos municípios, além de acesso às informações junto a Central de Regulação do estado.

Integram o consórcio os seguintes municípios: Volta Redonda, Barra Mansa, Pinheiral, Rio Claro, Barra do Piraí, Itatiaia, Resende, Piraí, Porto Real, Quatis, Rio das Flores e Valença.