Atendimento especializado é feito por equipe multidisciplinar; somente em 2019, foram oferecidas mais de dez mil consultas com mastologistas

A Policlínica da Mulher garante ações do Outubro Rosa durante todo ano em Volta Redonda. O atendimento especializado é feito por equipe multidisciplinar, que oferece prevenção e tratamento às doenças femininas. A unidade, que funciona na Rua Luiz Alves Pereira, nº 30, no Aterrado, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, recebe pacientes referenciadas pelas unidades da Atenção Básica.

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, explica que o atendimento exclusivo da Policlínica da Mulher garante privacidade e agilidade no tratamento das doenças femininas. “A equipe multiprofissional, que promove assistência integral às pacientes, gera números expressivos. De janeiro a setembro deste ano, por exemplo, foram ofertadas quase 10,4 mil consultas com mastologistas e 4,5 mil ultrassonografias de mama”, contou.

Uma dessas pacientes era Rosângela Reis, moradora do Jardim Amália II, encaminhada à Policlínica da Mulher pela unidade básica de saúde em maio deste ano por conta de alteração no exame de mamografia. Rosângela passou pela mastologista, realizou mais três exames para comprovação e, há um mês, fez a cirurgia para retirada do nódulo na mama.

“Em menos de quatro meses completei o tratamento. Fiquei muito satisfeita com o cuidado que recebi aqui. Nesses casos, a rapidez no atendimento pode significar a cura ou não da doença”, elogiou Rosângela, que continua fazendo a manutenção do tratamento na policlínica.

Gerusa Cristiane Pinheiro Landi também faz acompanhamento com mastologista na Policlínica da Mulher. “Venho desde 2018 e sou sempre muito bem atendida. Os profissionais são atenciosos e consigo fazer os exames que preciso sem muita espera”, falou.

A responsável técnica pela unidade, a ginecologista Juliana Monteiro Ramos Coelho, explicou que a Policlínica reúne especialidades e cuida de uma gama de problemas femininos. “Oferecemos tratamento para patologia cervical como o câncer de colo de útero; métodos contraceptivos como colocação de DIU e laqueadura; infertilidade; uroginecologia; pré-natal de alto risco; cirurgias ginecológicas; cuidados com as doenças sexualmente transmissíveis; tratamento para menopausa e outros”, enumerou a médica.

De acordo com a coordenadora de Média Complexidade da Secretaria Municipal de Saúde, Flávia Lipke, a Policlínica da Mulher oferece serviço de referência em Volta Redonda. “E a assistência especializada e integral é garantida por 13 ginecologistas, sete mastologistas, dois enfermeiros e três técnicos de enfermagem, que contam com apoio de oito funcionários administrativos, três recepcionistas e dois para serviços gerais no atendimento”, enumerou.

Além destes profissionais, a Policlínica da Mulher conta com endocrinologista, nutricionista, psicólogo e assistente social, que acompanham o paciente durante todo o tratamento. O corpo médico da unidade ainda é complementado por cardiologista e anestesista para casos de cirurgia. “Para cirurgias, nossos profissionais utilizam a estrutura do Hospital Municipal de Retiro”, explicou o coordenador da Policlínica da Mulher, o enfermeiro André Luiz Baptista Reis.

O secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, afirmou que a Policlínica oferta mais que especialistas no cuidado com o público feminino. “Os profissionais que atuam na unidade oferecem acolhimento às mulheres e atenção integral durante o tratamento. A mulher tem por hábito cuidar da família, da casa, do trabalho e merece a mesma dedicação quando precisa de cuidados”, acredita.