Objetivo foi mapear as necessidades estruturais e viabilizarem novos cursos de extensão

O Prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva esteve reunido na tarde desta terça-feira, dia 09, com a equipe de secretários e autarquias do município para mapear as necessidades estruturais da Universidade Popular (Unipop) e estudarem a possibilidades de inclusão de novos cursos de extensão no local. Representantes da Universidade Federal Fluminense (UFF) e do Centro Universitário de Volta Redonda (UniFoa) também estiveram presentes.

Samuca lembrou que a Unipop é um projeto de desenvolvimento educacional firmado entre a prefeitura e as instituições de ensino superior com o objetivo de somar forças para gerar novas oportunidades. “O foco da instituição é o atendimento da população da cidade por meio de cursos livres e atividades de extensão universitária. Precisamos ter uma estrutura boa para promover um curso de nível superior no futuro, inserindo as universidades dentro da comunidade”, enfatizou o prefeito.

O Coordenador municipal da Juventude, Luciano Campos, explicou a importância da iniciativa no município. “É muito importante oportunizar aos nossos jovens atividades que possam somar em sua formação. Tem muita coisa boa pra acontecer ainda na UNIPOP, com isso vamos levar ainda mais atividades para os jovens e toda a comunidade”, disse Luciano completando ainda que, sempre houve o compromisso do prefeito Samuca Silva de não permitir que um prédio escolar mantivesse suas portas fechadas.

“Foi um compromisso de campanha promover atividades para os jovens para que consigam desenvolver atividades destinadas ao futuro. Esses cursos de extensão mudam a realidade da comunidade e desperta cada um para os estudos”, afirmou o prefeito.

Estiveram presentes os secretários municipais de administração, Carlos Roberto Bahia; Educação, Rita Andrade; Esporte e Lazer, Maria Paula Tavares; Infraestrutura, Toninho Oreste, além dos presidentes da Fundação Educacional de Volta Redonda, Waldir Bedê e da Empresa de Processamento de Dados, Matheus Moreira Cruz. Cada pasta vai ajudar na estrutura da universidade para que o projeto não perca a essência.