Documento prevê carência de 90 dias e redução da taxa de juros para empréstimos consignados

A Prefeitura de Volta Redonda segue buscando medidas para aliviar o impacto financeiro gerado pela pandemia de Covid-19 na cidade. Nesta quinta-feira, dia 30, foi assinado um convênio com Caixa Econômica Federal que garante carência de 90 dias e redução da taxa de juros para empréstimos consignados feitos por servidores municipais.

O prefeito Samuca Silva lembrou que é um momento difícil para a cidade e que decisões difíceis tiveram que ser tomadas, mas afirmou que continua buscando formas de amenizar a crise causada pelo novo coronavírus. O prefeito destacou que a medida atende também a um requerimento do vereador Fernando Martins, que ajudou na interlocução com a instituição.

Samuca explicou que a medida visa aliviar as finanças dos servidores para que eles consigam reestruturar suas finanças. “É um benefício para o servidor que vai ajudar a movimentar a economia da cidade”, comentou o secretário.

O secretário de Fazenda, Fabiano Vieira, frisou que, para acessar os benefícios, os servidores que tem algum empréstimo consignado com Caixa devem comparecer em alguma das agências da cidade e negociar a situação, deixando claro que quer fazer uso dos benefícios. “Não vai ser automático. O servidor que tiver interesse tem que ir até uma agencia para manifestar o desejo da carência”, explicou.

Estiveram presentes representando o banco a Superintendente de Governo da Caixa, Cíntia Nogueira, e o Gerente Geral da Agência Volta Redonda, Miguel Mulano. “A Caixa reconhece que os servidores precisam de uma pausa para poder se reestruturar nesse momento de pandemia”, afirmou Cíntia. Miguel complementou que o Banco sempre teve esse papel na sociedade. “Já estamos nos movimentado em outros segmentos e agora é a vez do servidor”, disse.