Profissionais de matemática foram aprovados para participar do programa federal que incentiva a participação na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

Quatro professores da rede municipal de ensino de Volta Redonda foram aprovados na prova de seleção da Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) para o programa da OBMEP na Escola 2020 (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas). Os profissionais aprovados são: Márcio Jacinto Vasconcellos Dutra, da Secretaria de Educação (SME); Aline Barcelos da Costa, Anderson José Reis e Juliana Mattos Carta Preta, da Fundação Educacional de Volta Redonda (FEVRE).

“Essa aprovação dos nossos profissionais só comprova a qualidade do ensino que nossa rede municipal oferece aos nossos alunos. Temos orgulho de contar com professores que se dedicam em melhorar cada vez mais a educação, se empenhando diariamente na função de ensinar. Lembrando que todos os anos alunos da rede municipal também se destacam na OBMEP”, contou o prefeito Samuca Silva.

O programa ‘OBMEP na Escola’ tem como objetivo contribuir para a formação de professores em Matemática, estimulando estudos mais aprofundados e a adoção de novas práticas didáticas em suas salas de aula. Os profissionais serão orientados no desenvolvimento de conteúdos programáticos, seguindo a prática didática de resolução de problemas, no trabalho com grupos de alunos selecionados em suas escolas ou em escolas vizinhas, além de receberem uma bolsa.

Para Márcio Dutra, Implementador de Matemática dos Anos Finais da SME, e que trabalha o aprofundamento da disciplina na Escola Municipal Mato Grosso do Sul, a aprovação foi muito importante. “Eu tirei 100 na avaliação e fiquei feliz com a nota máxima. A gente se sente motivado depois de um resultado tão positivo como este. Ao todo, participaram 146 profissionais do Rio de Janeiro, 109 foram selecionados, sendo quatro da nossa cidade”, disse.

A secretária de Educação, Rita Andrade, explicou que os professores habilitados vão trabalhar no contra tempo das aulas com alunos que já tem aptidão com a disciplina. “Existe um material didático disponibilizado pela IMPA para que esses profissionais possam trabalhar com os alunos, mantendo um diário de classe, com frequência e cronograma, além de preparar esses alunos para a primeira fase da OBMEP. Estamos orgulhosos dos nossos professores”, declarou.