Cidade do interior de São Paulo, governada pelo Petista Edinho Silva, Araraquara adotou o LOCKDOWN e viu os números de mortes zerarem.

No mesmo dia em que o estado de São Paulo registrou o maior número de mortos por covid-19 em toda a pandemia, 1.193 vítimas na última sexta-feira (26), segundo o próprio governo João Doria (PSDB), o prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), anunciou que o município não teve nenhum óbito pela doença depois de muito tempo. A tática usada por Edinho para conseguir parar a catástrofe que se abatia sobre a cidade é conhecida por todos: lockdown. “Araraquara fez aquilo que a ciência diz que se deve fazer”, afirma.

A medida foi tomada no dia 21 de fevereiro, quando o município, localizado a 270 quilômetros da capital, começava a ser arrasado pela cepa de Manaus. Entre os dias 1º e 7 de março, por exemplo, foram 41 vidas perdidas. A prefeitura proibiu a circulação de pessoas e o funcionamento de comércio e serviços. Um mês depois, a média móvel diária de casos caiu 58%, de 189 para 80, e o total de novos casos por dia ficou 57,5% menor.

Debruçados sobre essa realidade, podemos dizer sobre esse exemplo. Por que não fazer igual?

Não seria a hora do país virar os olhos para a pequena cidade de pouco mais de 200 mil habitantes e copiar a fórmula?

Por que não fazer?

Num momento de tanta negação, do caos hospitalar muito próximo de ser alcançado, prefeitos de todos os municípios do país devem chamar as ACIAPs e CDLs de suas cidades e pedir cooperação, vivemos em um país, onde os empresários, mesmo os pequenos sempre lucraram horrores e levamos aqui em consideração a proporção de tamanho e lucro!

Contudo, o bem maior da população tem que estar a frente dos interesses de grupos políticos e de empresários! Por isso, chega de medidas paliativas, temos que frear a contaminação!

LOCKDOWN JÁ!!!