Quantas vezes você se jogou sem medo, achando que era mar, profundo, imenso, fluido… Mas quando se deu conta era poça, rasa, suja, passageira?

Aprenda a guardar seu coração numa caixinha e a usar apenas seu  cérebro inicialmente, sua saúde mental e emocional agradecerão. Quando tudo estiver fluindo, você abre vagarosamente a caixinha do coração, não abra tudo de uma vez, seja cautelosa com sua criaturinha interna mais preciosa. Mantenha o coração domado, instruído e principalmente protegido.

Lembre-se: A carência é um dos piores alucinógenos que existem, cuidado!

10 de Julho de 2020

Cris Sil