Assessores do deputado Antonio Furtado trataram sobre a possibilidade da liberação de recursos para obra

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET), Sérgio Sodré, e o subsecretário da pasta, Fernando Lee, se reuniram nesta quinta-feira (25) com assessores do deputado federal Antonio Furtado para discutir a possibilidade da liberação de recursos para obras de melhorias na Estrada Francisco Vilela Arantes, que liga o bairro Roma ao distrito de Getulândia, em Rio Claro. Os serviços seriam executados através de uma emenda parlamentar de Furtado.

Sodré explicou que a reunião foi o primeiro passo para fazer um levantamento do que a estrada necessita, com intuito de providenciar ações emergenciais.

“Estamos querendo garantir, primeiramente, que o local seja seguro, com a melhoria da qualidade de vida dos moradores. Vimos a necessidade de uma drenagem; aliviar as curvas, porque algumas são perigosas; melhorar a pavimentação, sinalização e iluminação. Vamos dividir o trabalho em etapas. Neste primeiro momento é uma questão de garantir uma infraestrutura básica”, ressaltou Sodré.

O secretário revelou que o prefeito Antonio Francisco Neto colocou como uma das prioridades da pasta, a busca de recursos para poder melhorar a qualidade de vida das pessoas em Volta Redonda e é isso que a SMDET está fazendo.

“Esse foi o caminho que nós encontramos hoje para poder trazer recursos para o município e melhorarmos a qualidade de vida daquelas pessoas que moram ali e quem passa pelo local”, garantiu Sodré.

A pedido da SMDET, o IPPU (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano) realizou um projeto para realização de obras de melhorias na estrada. O relatório foi avaliado pelo engenheiro Luiz Gonzaga, assessor técnico do deputado federal, e que esteve presente na reunião. Uma visita técnica deve ser feita no local para ser avaliado o que pode ser feito neste momento.

“É uma questão de segurança pública. Não estamos falando somente sobre mobilidade e a diminuição de acidentes, queremos coibir a prática de crimes, como assaltos e o tráfico de drogas. A intenção é que o município, através do prefeito Neto, e o deputado abracem o Roma, porque o local está abandonado”, disse a assessora parlamentar Rita Souza.