Foi com um auditório lotado e presença de diversas autoridades que Maike Henrique Motta, subsecretário de meio ambiente de Vassouras e; os secretários municipais de meio ambiente de Engenheiro Paulo de Frontin e Mendes, Raphael Nora e Leandro Tavares, respectivamente, assinaram o convênio com o Comitê Guandu-RJ, para receber o projeto “Produtores de Água e Floresta”, o PAF, durante cerimônia realizada na quinta-feira (14), na Câmara Municipal de Seropédica/RJ. A assinatura fez parte da pauta da primeira reunião ordinária do plenário do Comitê em 2019, que ainda empossou a nova composição plenária, responsável por gerir a bacia que abastece mais de 12 milhões de pessoas na região metropolitana do Rio.

O projeto é realizado em Rio Claro/RJ desde 2008 e alia conservação ambiental, reflorestamento, reeducação e geração de renda através do pagamento por serviços ambientais (PSA). Só em Rio Claro, o PAF já recuperou mais 500 hectares de mata atlântica, e resultou na conservação de mails de 4 mil hectares, além de distribuir quase 300 mil reais aos produtores locais, gerando renda e sustentabilidade. A meta dessa nova fase, nos três municípios, é conservar mais mil hectares e recuperar 50, na sub-bacia de Sacra Família. “Nossa expectativa são as melhores possíveis para que esse projeto seja um grande sucesso, gerando benefícios a toda população e ao meio ambiente. Por fim, destaco que esperamos que com essa parceria de sucesso com o Comitê Guandu, possamos ajudar toda coletividade melhorando a quantidade e qualidade da água”, destacou Leandro Tavares, Secretário de Meio Ambiente de Mendes. Com o convênio assinado, a próxima fase é a mobilização dos produtores locais.

Outro destaque da cerimônia foi a posse dos novos membros do Comitê Guandu-RJ, que vão gerir a bacia nos próximos dois anos. A nova composição, é dividida em três segmentos (usuários de água, sociedade civil organizada e poder público), totalizando 36 instituições. O Engenheiro Nelson Reis, que foi empossado no segmento Sociedade Civil, representando a Assembleia Permanente das Entidades do Meio Ambiente (APEDEMA), destacou qual a grande missão dos novos representantes: “Fazer a consolidação das ações que possibilitem na prática as melhorias das quantidades e qualidades das águas brutas de nossa região hidrográfica”, explicou.

Imediatamente após a reunião ordinária, iniciou-se a reunião extraordinária do Comitê, que elegeu a nova diretoria. Por unanimidade, foram eleitos para comandar o Comitê no próximo biênio: Paulo de Tarso (FIRJAN) e Julio César Antunes (CEDAE) pelo segmento Usuários; Professor João Bosco (UEZO) e o Engenheiro Nelson Reis (APEDEMA) pelo segmento Sociedade Civil Organizada e; Lívia Soalheiro (SEAS) e Andréa Loureiro (P.M. Queimados) pelo segmento poder público. A nova composição já tem vários desafios como operacionalizar o Plano Estratégico de Recursos Hídricos, seguir com a implantação do projeto Saneamento Rural, e dar continuidade a projetos como o PAF – produtores de Água e Floresta.

Novos membros titulares do Comitê Guandu-RJ

 

Usuários:

  • Sistema Guandu de Abastecimento (CEDAE) – Mayná Coutinho Moraes;
  • CEDAE Saneamento – Julio Cesar Oliveira Antunes;
  • Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro – FIRJAN Paulo de Tarso de Lima Pimenta;
  • Ternium Brasil – Mariana de Paula;
  • Fábrica Carioca de Catalisadores (FCC) – Celso Rodrigues da Silva Junior;
  • NUCLEP – Viviane Montebello Carvalhosa;
  • Refinaria Duque de Caxias (REDUC) – Diego Botelho Ruas;
  • CK Paracambi Energia (PCH Paracambi) – Janaina Vettorazzi;
  • Lajes Energia – José Gomes Barbosa Junior;
  • LIGHT Energia – Camila Azevedo de Souza;
  • Sindicato dos Mineradores de Areia do Estado do Rio de Janeiro – SIMARJ – Reginaldo Lúcio Gonzalez.

Sociedade Civil:

  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) – Karine Bueno Vargas;
  • Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (UEZO) – João Bosco de Salles;
  • Faeterj-Paracambi – Franziska Huber;
  • Assembleia Permanente de Entidades em Defesa do Meio Ambiente (APEDEMA-RJ) – Nelson Rodrigues dos Reis Filho;
  • TNC – The Nature Conservancy – Hendrik Mansur;
  • Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Saneamento Básico e Meio Ambiente do Rio de Janeiro e Região (SINTSAMA/RJ) – Jaime Henrique Nascimento dos Santos;
  • Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) – José Luiz Governo;
  • OMA-Brasil – José Paulo Soares de Azevedo;
  • Associação Brasileira de Águas Subterrâneas (ABAS/RJ) – Décio Tubbs;
  • Federação das Associações de Moradores do Município do Rio de Janeiro (FAM/RIO) – Wladimir Leandro Barbosa Loureiro;
  • Instituto Ambiental Conserv. 5º Elemento – Aníria Izabel dos Santos Barcia.

Poder Público:

 

  • Prefeitura Municipal de Queimados – Andreia Loureiro;
  • Prefeitura Municipal de Japeri – Paulo Garcia da Silva;
  • Prefeitura Municipal de Rio Claro – Evandro da Silva Batista;
  • Prefeitura Municipal de Nova Iguaçu – Hélio Vanderlei Coelho Filho;
  • Prefeitura Municipal de Paracambi – Zulmira Helena Fernandes Xavier Izolani;
  • Prefeitura Municipal de Piraí – Amisterdan Ribeiro Cristo;
  • SEA – Secretaria Estadual do Meio Ambiente – Lívia Soalheiro e Romano;
  • Instituto de Terras e Cartografia do Estado do Rio de Janeiro (ITERJ) – Leonardo da Costa Lopes;
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro – PESAGRO- RIO/CEPAO – Mariluci Sudo Martelleto;
  • INEA – Silvia Marie Ikemoto;
  • CREA-RJ – Uiara Martins de Carvalho.

Nova diretoria do Comitê Guandu-RJ:

 

Diretor Geral: FIRJAN – Paulo de Tarso

Diretor Executivo: P.M Queimados – Andréa Loureiro

Diretor: APEDEMA – Nelson Reis

Diretor: SEAS – Lívia Soalheiro

Diretor: UEZO – João Bosco

Diretor: CEDAE – Julio Cesar Antunes.