Coube ao garoto Renato Kayser, revelado e dispensado pelo Vasco decretar a derrota do Gigante da Colina em pleno Estádio de São Januário.  Ele foi o autor dos dois gols na vitória do rubro negro goiano em pleno estádio de São Januário.

Mesmo tendo sido artilheiro nas categorias de base ele acabou dispensado na época em que Wanderley Luxemburgo era treinador. Contratado pelos goianos ele passou por um periodo de adaptação e hoje é o principal atacante do Atlético. German Cano marcou o gol do Vasco, mas não evitou a derrota que deixa tirou a chance do Vasco subir na tabela e manteve a invencibilidade do Atlético contra os times do Rio neste campeonato Brasileiro.

Sem Pedrinho Voltaço perde a invencibilidade

Sem repetir as boas atuações anteriores o Volta Redonda acabou derrotado pelo Ypiranga de Erechin interrompendo uma sequência invicta na série C. Méritos para os gaúchos que abriram a contagem nos primeiros minutos e souberam administrar o placar jogando nos contra ataques explorando o nervosismo do time da Cidade do Aço que sentiu a ausência do atacante Pedrinho suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

O Ypiranga abriu o placar logo aos cinco minutos. Fernandinho arriscou de fora da área e o goleiro Douglas Borges aceitou. No segundo tempo, o Volta Redonda pressionou até conseguir empatar com Saulo, artilheiro da competição, aproveitando rebote depois de uma bola na trave. Mas a alegria do Voltaço durou pouco, porque Reinaldo, que havia acabado de entrar na partida, fez de pênalti, decretando a vitória.

Com a vitória do Ypiranga, as duas equipes estão agora com 11 pontos na tabela, no grupo B da Série C. O Voltaço fica na frente, em segundo lugar, porque tem maior número de gols marcados, 11. O Ypiranga balançou as redes nove vezes e, por isso, fica na terceira colocação

Na rodada seguinte, o Volta Redonda visita o São Bento no Estádio Walter Ribeiro. O jogo será no dia 20 de setembro, domingo, às 16h. Já o Ypiranga vai jogar em casa e recebe o Criciúma. A bola rola no Colosso da Lagoa no mesmo dia 20, às 20h. Apesar da derrota, Saulo fez o gol do Voltaço e soma cinco em toda Série C. Ele está empatado na artilharia com Wellington Rato, do Ferroviário, que também balançou as redes nessa rodada.

CBF confirma Voltaço como clube formador

O certificado tem como objetivo garantir um padrão de qualidade dos centros de treinamento e dos departamentos de base dos clubes brasileiros, bem como dar garantias a estes clubes com relação aos seus jogadores de 14 a 16 anos, como, por exemplo, em caso de aliciamento de atletas.

Para obter o documento, é necessário cumprir uma série de regras estabelecidas por lei. Participação em competições oficiais, apresentação de documentos, ter programa de treinamento compatível com faixa etária, proporcionar assistência técnica e médica aos jovens jogadores etc.

O Certificado “B” é concedido para os clubes que preenchem os requisitos exigidos. Já o Certificado “A”, de dois anos, é dado aos clubes que preencherem os requisitos comprovadamente acima das exigências.

Veja a lista dos clubes que aparecem com o certificado de formadores atualmente:

Associação Atlética Ponte Preta (SP)
Associação Esportiva Dinamo Esporte Clube (MG)
Botafogo de Futebol e Regatas (RJ)
Brasilis Futebol Clube Ltda (SP)
Ceará Sporting Club (CE)
Clube Atlético Paranaense (PR)
Clube Atlético do Porto (PE)
Coritiba Foot-ball Club (PR)
Esporte Clube Bahia (BA)
Figueirense Futebol Clube Ltda (SC)
Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense (RS)
Ituano Futebol Clube (SP)
Santos Futebol Clube (SP)
São Caetano Futebol Ltda
Sport Club Internacional (RS)
Associação Chapecoense de Futebol (SC)
Avaí Futebol Clube (SC)
Botafogo Futebol S.A. (SP)
Club de Regatas Vasco da Gama (RJ)
Clube Atlético Mineiro (MG)
Esporte Clube Juventude (RS)
Grêmio Novorizontino (SP)
Guarani de Palhoça Futebol Ltda (SC)
Nova Iguaçu Futebol Clube (RJ)
São Paulo Futebol Clube (SP)
Volta Redonda Futebol Clube (RJ)

Esquema de Domenec Torrent começa a dar frutos

Depois de um começo sem brilho, com uma vitória, dois empates e duas derrotas, o Flamengo de Domènec Torrent engatou quatro triunfos em sequência, sendo o último deles no clássico contra o Fluminense  Dessa forma, o atual campeão nacional chega à vice-liderança do Brasileirão, com a mesma pontuação e interrompe um jogo a mais do que o primeiro colocado Internacional.

O que mudou na equipe carioca durante estes nove confrontos pela Série A?

Comparando os primeiros cinco jogos com os outros quatro, a série de vitórias teve uma média de 55,1% de posse de bola, um número significativamente inferior ao registrado nos compromissos anteriores: 63,5%.

O Flamengo passou em média também a chutar mais (15,25 por jogo contra 13,4 de antes). Se for analisado apenas as conclusões no alvo, o número quase dobrou: foi de 3,8 a 7,25. A equipe ainda marcou muito mais, sendo que a média de gols foi de 0,6 nos cinco primeiros duelos para 2,5 nas quatro partidas seguintes.

O número de gols sofridos melhorou discretamente, indo de 1,25 para 1,2 e o percentual de acerto de passes caiu pouco mais do que 1%, indo de 86,9% para 85,7%.

Agora, o time de Domènec Torrent tentará manter sua série de vitórias no domingo, quando visitará o Ceará no Castelão, às 18h (de Brasília).

Sem dinheiro Fluminense pode negociar mais uma promessa de Xerém

O Fluminense está bem perto de sacramentar a venda do goleiro promessa Marcelo Pitaluga para o Liverpool, da Inglaterra. Segundo o site Uol, o valor da negociação gira na casa dos 2 milhões de euros (cerca de R$ 12,5 milhões). Caso isso aconteça, o clube terá uma arrecadação superior a R$ 35 milhões com vendas no segundo semestre.

Se a negociação de Pitaluga for concretizada, ele se tornará o terceiro jogador do Fluminense vendido no segundo semestre. Antes dele, saíram Gilberto e Evanilson. Em relação ao atacante, o Tricolor não teve escolha, pois o mesmo estava emprestado pelo Tombense-MG.

Na venda de Gilberto para o Benfica, de Portugal, o Fluminense, à época detentor de 50% dos direitos econômicos (a outra metade era da Fiorentina, da Itália)), ficou com R$ 9,3 milhões. Já em relação à ida de Evanilson para o Porto, também de Portugal, o Tricolor embolsou R$ 13,5 milhões (10% de direitos econômicos e 20%  de taxa de vitrine).Assim, o total fica em R$ 35,3 milhões. Enquanto o clube arrecada a torcida sofre com baixo rendimento do time no Campeonato Brasileiro.

Pandemia provoca prejuízos a clubes e entidades esportivas

Estudo realizado pela Associação Europeia de Clubes (ECA), apontou perda de 4 bilhões de euros nas temporadas 19/20 e 20/21. Isso sem contar a diminuição das receitas geradas pelas transferências de jogadores. A Uefa vai reembolsar as emissoras de TV em 575 milhões de euros, devido à interrupção da Liga dos Campeões e Liga Europa, provocada pela pandemia. “Quando o consumidor está na defensiva, os anunciantes também ficam na defensiva. Os direitos de transmissão vão ser impactados, como outras fontes de receita. Num mercado recessivo, esse tipo de redução é natural”, justifica Fernando Ferreira. Entre as receitas afetadas pela Covid-19, estão o dinheiro proveniente da comercialização dos ingressos e de venda de produtos em dias de jogos, uma vez que as partidas ainda são disputadas sem a presença de público.

Entre as receitas afetadas pela Covid-19, estão o dinheiro proveniente da comercialização dos ingressos e de venda de produtos em dias de jogos, uma vez que as partidas ainda são disputadas sem a presença de público. Levantamento da EY feito a pedido da CBF apontou que o futebol brasileiro correspondeu a 0,72% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2018. Foram 156 mil empregos gerados e os salários e encargos sociais ficaram em R$ 3,34 bilhões. “No Brasil, o futebol já anda acima do PIB, só que os clubes estão estruturalmente piores. Dependerá muito do comportamento das receitas de TV. Mas não vejo retomando antes da Europa”, finaliza Grafietti.