Município amplia esterilização cirúrgica gratuita, no Centro de Controle de Zoonoses, para animais residentes no município. 

Pensando no controle do crescimento da população de rua e na saúde dos animais, o governo municipal dobrou o número de vagas para esterilizações cirúrgicas de cães e gatos no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Desde o ano passado, são disponibilizadas vinte vagas, dez pela manhã e dez à tarde, de segunda à sexta-feira, para castração. O procedimento é gratuito e exclusivo para moradores de Volta Redonda.

Para o secretário de Saúde de Volta Redonda, Alfredo Peixoto, a castração de cães e gatos atinge diversos objetivos. “O procedimento promove controle da natalidade e, por consequência, diminui a população de rua. Uma ninhada indesejada acaba abandonada. Além disso, evita câncer de mama e infecção de útero nas fêmeas e, nos machos, previne o câncer de próstata e infecção urinária”, disse.

Ele acrescentou que a castração também pode causar mudanças comportamentais nos animais. “Nos machos, principalmente, a cirurgia pode diminuir a agressividade, os casos de fuga, além de reduz a marcação de território, isto é, o animal para de urinar em todo lugar”, falou Alfredo.

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, afirma que este é mais um serviço da Rede Municipal de Saúde para a população. “O crescimento da população animal de rua também é uma questão de saúde pública”, disse, confirmando a necessidade da ampliação das vagas.

O Centro de Controle de Zoonoses realizou em 2018 mais de 560 castrações em cães de gatos, na maioria dos casos em animais fêmeas, mas o número de faltas ultrapassou os cem animais. “São quase 20% das vagas perdidas nos primeiros meses deste ano”, lamentou a coordenadora da Vigilância Ambiental, Janaína Soledad, que pede que os donos dos animais avisem com, pelo menos, um dia de antecedência que poderão comparecer para a cirurgia.   

Adriana Fernandes, moradora do Vila Rica/Três Poços é cliente assídua do serviço de castração do CCZ. “Sou uma espécie de protetora dos animais. Recolho os que acho na rua, levo para casa como lar temporário até fazer a doação. E mesmo após a doação fico responsável por marcar e levar para castração”, explicou, elogiando o trabalho no Centro: “Estou muito satisfeita com o atendimento e o cuidado com os animais aqui”.

Nesta terça-feira, dia 13, ela acompanhava Simone Ferreira Tomé, moradora do Açude, que adotou duas cadelas – Pretinha e Canelinha – que têm cerca de um ano. “Cuido delas, mas não quero filhotes. E fazendo a castração também evito futuros problemas de saúde”,acredita.     

Rivaldete Silva Santos levou Cloe, a cadela de estimação de cinco anos, para castração. “Ela já teve filhotes e achei que era hora de castrar”, disse, ressaltando a agilidade do atendimento no CCZ. Sheila Aparecida da Silva cuida da castração de gatos de rua no bairro São João. “É um trabalho muito importante a castração gratuita, já que temos que controlar a população animal de rua”, disse.

Como agendar a castração dos animais

Para agendar a castração de cães e gatos no Centro de Controle de Zoonoses, o morador de Volta Redonda deve ligar para o número 3339-4555 ou comparecer no CCZ, na Avenida Paulo Erley Alves Abrantes, nº 1.323, Três Poços, entre 8h e 17h.

No momento do agendamento, será fornecido um número de protocolo que vai permitir o proprietário do animal a obter as informações do cadastro, inclusive a posição que ocupa na fila de espera. E para a realização da cirurgia é necessária apresentação de comprovante de residência.