A programação teve início nesta terça-feira, dia 08, com a disponibilização do atendimento sem agendamento nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e retomada de atendimento psicológico gratuito por telefone para a população

Ao longo deste mês de setembro, a Prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promove ações em alusão à campanha Setembro Amarelo, que busca conscientizar sobre a prevenção ao suicídio. As ações serão realizadas no município com o objetivo de alertar a população sobre a realidade do suicídio no Brasil e no mundo, além das suas formas de prevenção. A programação teve início nesta terça-feira, dia 08, quando a Secretaria de Saúde passou a disponibilizar atendimento sem agendamento nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps). Também foi retomado o atendimento psicológico gratuito por telefone para a população.

De acordo com a coordenadora do Setor de Saúde Mental, Renata Vasquez, mais de 300 pessoas já foram beneficiadas com o atendimento realizado através da Central de Apoio e Atendimento Psicológico. “O serviço foi criado devido à pandemia e a necessidade de isolamento, que podem acarretar ou agravar a saúde emocional, gerando ansiedade, pânico e até mesmo depressão nas pessoas”, disse a coordenadora.

O atendimento realizado através do número (24) 99315-0975, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h,  conta com sigilo e privacidade, oferecendo escuta qualificada, acolhimento, psicoeducação e as orientações que se fizerem necessárias para cada caso abordado. A população que sofre de algum transtorno psíquico também contará, a partir do dia 8, com um serviço de acupuntura que pode ser agendado pelo telefone (24) 3339-4271.

Já no dia 24 de setembro acontece uma capacitação para os profissionais da Saúde por meio de um webinar (seminário online), onde serão abordados os temas ‘Manejo de paciente suicida na atenção primária’, com a médica Beatriz Novaes da Silva Camargo, e ‘Atuação do enfermeiro de emergência ao tentante’, com o enfermeiro e professor Wesley Pinto da Silva.

REDE DE ATENDIMENTO – Volta Redonda dispõe de profissionais capacitados à orientação dentro do setor de Saúde Mental, que pertence a média complexidade do município. Atualmente o município possui cinco CAPS, sendo três deles destinados ao atendimento de adultos, um infantil e um para dependentes de álcool e outras drogas.

 Cada um deles conta com uma equipe multidisciplinar composta por assistente social, psicólogo, técnico de enfermagem, enfermeiro, terapeuta ocupacional, educador físico, psiquiatra e médico clinico. Nos espaços, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, acontecem oficinas terapeutas, como música, artesanato, higiene, saúde e jogos.

Os pacientes contam ainda com o Espaço de Cuidado em Saúde José Salvino de Paiva Oliveira, que presta atendimento aos usuários da rede de atenção à Saúde Mental que sofrem com questões emocionais/psiquiátricas de baixa ou média complexidade.