Índice avalia evolução do controle interno das prefeituras

O município de Volta Redonda subiu 58 posições no ranking de controle interno divulgado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) neste ano. O índice avalia a evolução institucional dos órgãos de controle interno das prefeituras e autarquias municipais.

O diretor de Transparência Pública da secretaria de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão (Seplag), Marcos Vinícius Delgado, contou que esta é a segunda pesquisa divulgada com o ranking pelo MP.

“O ranking é gerado através do Projeto Edificando o Controle Interno, do MP. Na primeira pesquisa publicada em 2017, e que se referia ao ano anterior, a nota de Volta Redonda era 2,79. Neste ano, a segunda pesquisa, que trata do período entre 2017 e 2019, apontou nota 6,04, fazendo Volta Redonda subir da 78ª posição para 20ª”, explicou o diretor.

A evolução ao longo dos três últimos anos no ranking teve como base, três ações da administração municipal. Uma delas foi a criação da Controladoria Geral do Município (CGM), que instituiu um sistema de controle interno no Poder Executivo.

Também contribuíram para essa evolução, as medidas de reestruturação e de modernização da transparência e do controle social, como a implantação do FiscalizaVR, por exemplo, e a reestruturação do Serviço de Informação ao Cidadão (SIC).

“Volta Redonda pode crescer mais, porque os elementos avaliados foram inseridos durante a gestão e precisam de tratamento e de aperfeiçoamento contínuo”, concluiu Marcos Vinícius.