Federação decide pela volta do Estadual em plena Pandemia | Toque de Primeira

Numa reunião virtual maioria dos clubes votaram para o retorno do Campeonato Estadual a partir deste fim de semana podendo até ter antecipação caso haja acerto entre as partes. Flamengo x Bangu podem jogar já nesta quinta feira. O Arbitral desta segunda feira que terminou bem tarde foi feito através de vídeo conferência e teve discussões acaloradas entre alguns dirigentes sobre datas, principalmente Fluminense e Botafogo, únicos que não queriam o retorno durante o período de Pandemia em função do Estado do Rio ser um dos mais atingidos pela Covid 19.

Por votação da maioria, a recomendação de Rubens Lopes, presidente da Ferj, de retomar as partidas a partir de sábado (20 de junho), foi aprovada. Porém, esta posição teve um adendo: os clubes que entrassem em acordo, poderiam antecipar em até dois dias. Desta forma, Bangu e Flamengo, duas das primeiras equipes que voltaram a treinar, toparam se enfrentar na quinta-feira (18 de junho). Este, portanto, seria o primeiro duelo a ser disputado da quarta rodada da Taça Rio.

A decisão, porém, está longe de selar entendimento. Botafogo e Fluminense, que se mantiveram contrários ao retorno imediato, defenderam que a bola rolasse somente em julho, o que daria mais tempo para redução do número de mortos. Mas foram votos vencidos.

A Ferj só confirmou as datas da quarta rodada (claro que ainda espera aval das autoridades, o que deve sair). Em nota divulgada ás  2h07, a federação se manifestou:

“No Conselho Arbitral realizado virtualmente nesta segunda-feira (15/06), a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro e os clubes que disputam a Série A do Campeonato Carioca de 2020 debateram assuntos pertinentes ao retorno da competição.

O presidente da FERJ, Dr.Rubens Lopes, reafirmou que não abre mão dos pilares preservação da saúde individual e coletiva e contribuir ao combate à disseminação da COVID-19; obediência às determinações das autoridades; e observância do Protocolo rigoroso e técnico com bases científicas.

Todos os presentes debateram, democraticamente, as sugestões das datas de reinício da Taça Rio, a ser iniciada após aval oficial do governo. Caso este não venha até o dia 17, assim que acontecer a Taça Rio será retomada no dia seguinte. A sugestão de datas foi aprovada pela maioria.

  • Dia 18 – Bangu x Flamengo
  • Dia 19 – Portuguesa x Boavista
  • Dia 21 – Vasco x Macaé; Madureira x Resende
  • Dia 22 – Fluminense x Volta Redonda; Botafogo x Cabofriense

Após a discussão, os clubes decidiram continuar nesta terça-feira, às 20h, o Conselho Arbitral.

No decorrer da reunião, os clubes aprovaram também o atestado de saúde, alteração para 5 substituições com três paralisações na partida, a flexibilização para utilização de jogadores não profissionais, revisão da inscrição de atletas para a Taça Rio e voltarão a debater ainda o destino de uma vaga na Copa do Brasil.”

70 anos do Estádio do Maracanã

O Estádio Jornalista Mário Filho, o  Maracanã, considerado vários anos por como o maior estádio do mundo, viveu momentos inesquecíveis  ao longo de seus 70 anos que serão completados neste 16 de junho.  O velho Maraca foi o palco da decisão do mundial de 50 quando o Uruguai venceu o Brasil por 2 a , frustrando mais de 150 mil torcedores que sofreram uma das maiores decepções do esporte brasileiro. Mas o Maracanã pode se orgulhar de ter sido o palco das maiores festas inesquecíveis parado maior Estádio  o torcedor, inclusive o visitante.

Personagens não faltam. Pelé marcou o primeiro gol dele pela Seleção no Maracanã. E nos anos 60 foi campeão em cima do Botafogo, do Flamengo e do Vasco no mesmo estádio. Roberto Dinamite “explodiu” pela primeira vez no Mário Filho; Zico marcou seis gols numa única partida

Há uma curiosidade: apenas dois dos considerados grandes do Rio conquistaram títulos internacionais no Maracanã – o Botafogo levantou a Copa Conmebol, em 1993, e o Flamengo, em 2020, conquistou a Recopa Sul-Americana.

O Maracanã recebeu 321 jogos com mais de 100 mil torcedores, incluindo os times do Rio e a Seleção Brasileira. Com 112 jogos, sendo 44 deles contra o Vasco – daí o apelido de “Clássico dos Milhões” -, o Flamengo lidera o ranking, enquanto o Botafogo tem apenas 43 participações.

No resumo, o Flamengo é o time com mais participações em finais e títulos conquistados – nove, e outros seis perdidos; em seguida vem o Botafogo, com quatro títulos ganhos e outros quatro desperdiçados; o Vasco, assim como o Fluminense, soma três títulos no Maracanã, mas o time de São Januário esteve em outras cinco finais, mas saiu derrotado; o Tricolor perdeu as outras duas que disputou. O Bangu perdeu o único título, dessa lista, que decidiu no Maracanã. No total, são 19 títulos – três deles conquistados sobre rivais cariocas.

A lista aumentaria de tamanho se fossem relacionados os jogos dos Estaduais. Esses em que a paixão e a rivalidade crescem e ganham em emoção. Nessa relação estão muitos dos 333 gols de Zico, do Flamengo, o maior artilheiro do Maracanã; a vibração de Cocada, do Vasco, em 1988; o gol de barriga de Renato, pelo Fluminense, em 1995; a cavadinha de Loco Abreu, do Botafogo, em 2010.

Marinho ídolo do Bangu e Atlético Mineiro morre em BH

 Faleceu, ontem  o ex-atacante Marinho, ídolo do Bangu, com passagens por clubes como Botafogo e Atlético-MG. Aos 63 anos, ele estava internado e entubado no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) em um hospital de Belo Horizonte, em decorrência de uma infecção no pâncreas. 

Nascido em Belo Horizonte, Marinho foi revelado nas categorias de base do Galo e chegou ao profissional do clube mineiro em 1974, ficou até 1978 e retornou em 1982. Com a camisa alvinegra, ele participou de 118 jogos e marcou 21 gols. Ao todo, ele conquistou os Campeonatos Mineiro de 1976 e 1978 e a Taça Minas Gerais de 1976.

Com passagens por clubes como América-SP, Pavunense, Entrerriense, Americano e São Cristóvão, ele contabilizou ainda uma breve passagem pelo San José (BOL). No entanto, seu auge na carreira aconteceu pelo Bangu. Em 1985, foi o destaque d final do Campeonato Brasileiro pelo Bangu e venceu a Bola de Ouro, com atuações dignas de ser convocado para a Seleção Brasileira. No confronto com o Coritiba, no Maracanã, ele chegou a estufar a rede no finzinho da partida com o Coritiba e saiu para comemorar, mas o lance foi anulado por impedimento.  Pelo clube banguense, ainda fez parte do time que se sagrou campeão da Taça Rio de 1987. 

Patrocínio máster do Flamengo pode ser definido nos próximos dias

 O Flamengo tem tudo para definir seu novo patrocinador master nos próximos dias. É o que Rodrigo Dunshee, em entrevista à Rádio Globo, afirmou nesta sexta-feira, confirmando que o clube está muito próximo de acertar uma parceria que substituirá o Banco BS2 no espaço nobre do uniforme rubro-negro a partir de 1º de julho.

– Uma semana já vai estar definido, pelo que acho. Não passa disso. Tivemos mais de uma proposta apesar da pandemia. Graças a Deus o Flamengo está despertando o interesse nessa área. Já definimos como é que vai ser, já estamos na fase de trocar minuta e nos próximos dias vai ter notícia. Tenho que guardar sigilo” disse.

No início do mês, o Flamengo anunciou o fim da parceria com o Banco BS2 – o qual foi rescindido com seis meses de antecedência e será encerrada no dia 31 de junho. O vínculo iria até dezembro de 2020, mas, com outras possibilidades, o clube optou pela rescisão.

O presidente Rodolfo Landim comentou sobre as negociações, afirmando que a torcida do Flamengo poderia ter uma surpresa. A Amazon, gigante do e-commerce, é o possível patrocinador mais comentado nos últimos meses, e os contatos entre as partes ocorrem desde a virada do ano. Contudo, a declaração de Landim indica que o acerto pode ser com outra organização além da de Jeff Bezos.

Marrony assina por cinco anos com Atlético Mineiro

Confirmando a informação desta coluna o Atlético Mineiro confirmou o acerto final com o Vasco  atacante Marrony revelado pelo Volta Redonda. O contrato do jovem atacante terá duração de cinco anos  e os exames médicos serão realizados nesta terça feira na Cidade do Galo em Belo Horizonte.

A negociação girou em torno de R$ 20 milhões, com o Vasco recebendo o equivalente á 70% o Volta Redonda 20% equivalente a R$ 3,1 milhões a serem pagos em três parcelas.

Caberá a MRV Engenharia principal patrocinadora do Atlético a responsabilidade do pagamento relativo ao valor total da negociação.

Voltaço realiza a sanitização da sede e do ônibus do clube

O Volta Redonda realizou na tarde desta segunda-feira, dia 15, a sanitização de toda a sede social e dos ônibus do clube. A ação, realizada em parceria com a empresa Constru Service, faz parte do Protocolo Jogo Seguro, da Fferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), e também do protocolo de segurança criado pelo departamento médico do Esquadrão de Aço.

O presidente Flávio Horta ressaltou que o clube vem tomando todas as medidas protetivas para garantir a segurança de todos quando o retorno aos treinos for liberado.

Além dos exames periódicos para detectar o Coronavirus, estamos realizando a sanitização dos espaços que serão utilizados no retorno das atividades, dentre outras medidas de segurança. Esta é a segunda sanitização que realizamos na sede do clube e iremos continuar fazendo de forma periódica. Hoje também fizemos a higienização dos ônibus e está programada a sanitização do Centro de Treinamento. A nossa prioridade é a segurança de todos, atletas, comissão técnica e funcionários e, por isso, estamos tomando todas as medidas para um retorno seguro – destacou o mandatário, que ainda falou sobre o retorno aos treinos.

 Manoel Alves  (ACERJ 0242)