O trabalho mais longevo entre os grandes times do Brasil acaba de chegar ao fim. Um dia após a eliminação na fase prévia da Libertadores, o Grêmio optou por demitir Renato Gaúcho na tarde desta quinta-feira (15).

O treinador deixa o clube para sua terceira passagem como comandante após um trabalho de quase cinco anos e muitos títulos, com destaque para a Libertadores em 2017. No período, ele se consolidou ainda mais como o maior ídolo da história gremista. Enquanto jogador, ele foi o grande herói do título mundial em 1983. Ele possui até mesmo uma estátua na Arena do Grêmio.